escort ankara bayan escort bayan ankara escort bayan bayan escort ankara escort bayan ankara

Os Crentes Sem Igreja
 

  • Full Screen
  • Wide Screen
  • Narrow Screen
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Os Crentes Sem Igreja

Pr. Benedito Sergio Lourenço

"Ao ver as multidões, teve compaixão delas, porque estavam aflitas e desamparadas, como ovelhas sem pastor". (Mt 9.36)

A necessidade de pastores que possam cuidar bem do rebanho é muito grande. As multidões estão aflitas e desamparadas, como no tempo de Jesus. Olhando para a demanda de pastores existentes hoje, vemos que esta afirmação de Jesus Cristo, mais do que nunca, é a nossa realidade.

Mas, apesar desta grande quantidade de pastores "nominais", as multidões de pessoas que perambulam por igrejas não estão sendo bem cuidadas. E por causa desta prática e por não se pregar mais o evangelho genuíno nos púlpitos, há muita frustração por parte das multidões, que são levadas ao engano de acreditar num evangelho pragmático, que oferece promessas e bênçãos, num processo de barganha com Deus, gerando crentes rasos, superficiais e decepcionados, o que tem levado muitas pessoas a acharem que podem seguir a Jesus Cristo, sem que haja um vínculo com o seu corpo e com sua igreja. Isto é um grande engano, uma estratégia de Satanás.

Penso que no ensino de João 10 – "O Pastor e o seu rebanho", o Senhor quis enfatizar muito mais o caráter e o serviço do pastor, do que a posição de proeminência que eventualmente este ofício pode trazer. Deus quer pastores que se modelem no exemplo de Jesus em João 10.

1) Que entrem pela porta (verso 2).

2) Cujas ovelhas ouvem e conhecem a sua voz (versos 3 e 4).

3) Chamem suas ovelhas pelo nome (verso 3).

4) Conduzem suas ovelhas para fora (verso 4).

5) Que vai adiante das ovelhas e estas o seguem (verso 4).

6) Que dá a vida pelas ovelhas (verso 11).

7) Que não seja mercenário, e que abandona as ovelhas e fuja diante das dificuldades e lutas (versos 12 e 13).

8) O bom pastor e suas ovelhas conhecem-se mutuamente (verso 14).

Olhando para esta parábola de Jesus, vejo que há razões muito fortes para as multidões estarem aflitas e desamparadas. Entender que a colheita é grande e os trabalhadores (pastores conforme o coração de Deus) deste tipo são poucos. Temos a incumbência de pedir ao Senhor que envie trabalhadores assim para a sua colheita (Mt 9.38), orar para que envie servos (líderes) que possam cuidar desta tarefa tão importante, a tarefa de cuidar de vidas! Esta é a essência da vida tão importante no corpo de Cristo. Uns cuidando dos outros. E desta forma possamos voltar para a Bíblia com os relacionamentos restaurados e, então, veremos a diminuição deste efeito maligno de abandonar o costume de nos reunir como igreja, ainda mais quando vemos que se aproxima o Dia do Senhor (Hb 10.25).

Você está aqui: Devocionais Pr. Sergio Lourenço Os Crentes Sem Igreja