escort ankara bayan escort bayan ankara escort bayan bayan escort ankara escort bayan ankara

O ano da oportunidade
 

  • Full Screen
  • Wide Screen
  • Narrow Screen
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

O ano da oportunidade

Pr. Sergio Lourenço

Estamos no início de 2009 e com este, novas oportunidades se apresentam. Vamos pôr em prática tudo o que Deus espera de nós. Uma oportunidade perdida dificilmente se recupera. Estejamos prevenidos para que novas oportunidades também não se percam.

Ter a direção do Espírito Santo de Deus é primordial para não se perder oportunidades na vida, que Glorifiquem o Senhor do céu. Estas oportunidades podem ser entendidas como serviço, que é o mesmo que ministério, e o próprio Senhor as indicou em sua Palavra.

O serviço do servo de Deus começa com sua vida de adoração: “Mas virá o tempo, e, de fato, já chegou, em que os verdadeiros adoradores vão adorar o Pai em espírito e em verdade.” (Jo 4.23). Esta expressão tão direta de Jesus à mulher samaritana indica que a adoração a Deus é o jeito e a forma de viver do servo. A celebração conjunta com outros servos, no culto, é simplesmente o clímax da adoração que foi praticada durante todos os demais dias da semana.

É preciso prudência na pratica da vida: prudência no falar; no pensar; nos julgamentos; nos posicionamentos; no trabalho, na família, enfim, prudência para servir a Deus.

Outro serviço a Deus é obedecer a ordem de Jesus em fazer discípulos: “Portanto, enquanto estiverem indo fazei discípulos de Jesus Cristo.” (Mt 28.19). Fazer discípulos é: ensinar, preparar, treinar e colocar o novo servo para fazer. Em seguida se destaca o serviço da proclamação do evangelho de Jesus Cristo. Orar por evangelização e missão. Se esforçar em propagar a Palavra de Deus no modo de agir. Pedir ao Espírito Santo que o habilite na obra de falar das boas novas de Salvação em Cristo, começando pela família, pelo trabalho secular e pela vizinhança.

Outro serviço no Reino é socorrer o necessitado. De que forma estamos lidando com esta responsabilidade espiritual? Esta incumbência não é responsabilidade só dos ricos, mas também dos que tem pouco, porque não se refere somente às necessidades materiais, aquelas de cunho eminentemente assistenciais, mas também às necessidades emocionais, psicológicas e espirituais: “Pois eu estava com fome, e vocês me deram comida, estava com sede, e me deram água. Era estrangeiro, e me receberam na sua casa. Estava sem roupa, e me vestiram; estava doente, e cuidaram de mim. Estava na cadeia, e foram me visitar” (Mt 25.35-36).

Finalmente, o serviço de se dispor a viver em comunhão é outro pilar da vida cristã. Não há vida isolada no Corpo de Cristo. Por isso é tratada como partes importantes de um mesmo corpo. E a igreja é o corpo de Cristo. “Assim como cada um de nós tem um corpo com muitos membros e esses membros não exercem todos a mesma função, assim também em Cristo nós, que somos muitos, formamos um corpo, e cada membro está ligado a todos os outros. Temos diferentes dons, de acordo com a graça que nos foi dada. Se alguém tem o dom de profetizar, use-o na proporção da sua fé. Se o seu dom é servir, sirva; se é ensinar, ensine; se é dar ânimo, que assim faça; s é contribuir, que contribua generosamente; se é exercer liderança, que a exerça com zelo; se é mostrar misericórdia, que o faça com alegria”(Rm 12.4-8).

Este singelo arrazoado nos leva a deparar com tantas oportunidades para servir a Deus, não inventadas por mente humana, obtidas literalmente de sua Santa Palavra e quantas chances temos de agradar ao Senhor da Obra, não deixando que estas oportunidades, que Ele mesmo nos propõe, se percam ao longo deste novo ano.

Você está aqui: Devocionais Pr. Sergio Lourenço O ano da oportunidade