escort ankara bayan escort bayan ankara escort bayan bayan escort ankara escort bayan ankara

Discipulado
 

  • Full Screen
  • Wide Screen
  • Narrow Screen
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Discipulado

 

Pr. Sérgio Lourenço

Eu estava com 25 anos quando conheci o Dr. Russell Philip Shedd. Foi em 1976, no mesmo ano do lançamento da Bíblia Vida Nova. Havia quase 19 anos que nossa família tinha sido alcançada pela salvação por meio da Graça de Jesus Cristo. Era um tempo diferente deste em que vivemos, e a literatura cristã teológica no Brasil era de difícil acesso.

Em 1967, eu atuava no ministério de jovens e adolescentes da igreja onde congregávamos. Na oportunidade, percebi a necessidade de buscar mais conhecimento bíblico, além do que eu vinha aprendendo na Escola Bíblica Dominical. Então fiz um curso de Teologia por correspondência. Mesmo assim, o conteúdo não satisfez as minhas necessidades. A minha carreira profissional tinha seguido em direção à área de exatas. Mas, acima de tudo, eu precisava de mais conhecimento teológico para seguir com o ministério. Então, no final da década de 70, já em prova para o ministério pastoral, decidi fazer a terceira graduação e ingressei na Faculdade Teológica Batista de São Paulo.

Era a oportunidade que precisava para aprofundar-me no conhecimento das Escrituras Sagradas. E lá, definitivamente, conheci meu professor, que se tornou meu mentor e discipulador, Pr. Shedd. Nessa época, eu estava para completar 30 anos. Deus colocou o Pr. Shedd em meu caminho para sedimentar o conhecimento teológico e, principalmente, alcançar a maturidade necessária para cuidar, discipular e pastorear ovelhas de Jesus Cristo. Reconheço que ainda há muito caminho pela frente, mas prossigo para o alvo. Foram cinco anos de graduação teológica. Precisei esticar o tempo de formação por causa da minha carreira profissional. Na época, eu trabalhava em uma multinacional holandesa que exigia muita dedicação.

Ao longo do curso, eu tinha o cuidado de sempre escolher uma matéria com o Pr. Shedd. Nossa amizade se estreitou em confiança mútua. Quase todas as terças, eu saía do trabalho na Avenida Paulista às 17h e chegava a tempo para tomar o lanche com meu mestre e ser discipulado por ele até as 19h30, quando começavam as aulas. Nesse tempo, eu era auxiliar do meu pastor. Sempre que tinha oportunidade, convidava o Pr. Shedd para pregar em nossa igreja. Os laços de amor foram crescendo como entre um pai e um filho. Em 1987, depois de quase 30 anos na mesma denominação, Jesus me enviou para outro ministério. Foi uma decisão muito difícil, pois aquela era a igreja onde nasci e cresci em Cristo. Lá eu namorei e casei. Nesse período, minhas filhas nasceram, e Deus usou o Pr. Shedd para orientar-me em tão difícil decisão.

Estou nessa outra igreja desde 1987. O começo foi muito duro. Dividia o tempo entre o ministério pastoral, o trabalho profissional, que continuava em ascensão, e minha vida familiar. A administração dos conflitos para conciliar essas responsabilidades era muito complicada. Em todo o tempo, o Pr. Shedd estava ao meu lado ensinando, incentivando, aconselhando, disciplinando e orando comigo. Mesmo com todas as responsabilidades que ele sempre teve com sua família, com estudos, viagens, conferências e o zelo na autoria dos livros, ele sempre conseguiu estar presente nos melhores e piores momentos da minha vida. Quando não estava fisicamente, mantinha contato por telefone ou por internet. O discipulado do Pr. Shedd não se restringe apenas ao meu ministério pastoral, mas, principalmente, ao cuidado que devo ter sobre a minha vida pessoal e familiar.

Já estou aposentado do trabalho profissional depois de 37 anos de serviço. Desde o ano 2000, a minha dedicação ao ministério pastoral é integral. Nesses últimos 15 anos, enfrentamos juntos outros tipos de desafios, como o da saúde. Deus tem sido bom para nós dois nessa área. Em toda a jornada de quase 40 anos de convivência, o que vejo é um servo que se despiu do velho homem e se revestiu do novo homem que está sendo renovado a cada dia em conhecimento e à imagem do seu Criador (CI 3: 10). Sua vida piedosa e humilde envolvida pelo zelo e temor com que trata a Palavra de Deus é um exemplo. O Pr. Shedd diz que está muito de longe de refletir a Glória de Cristo. Isso é próprio de quem sabe lidar com a soberba e o orgulho. Aliás, esse é um tema recorrente em nossas conversas. "Como está seu orgulho?" é a pergunta do Pr. Shedd para mim desde os primeiros aconselhamentos. É o discipulador cuidando do discípulo; o mentor cuidando do mentoriado. Eu posso dizer que, em todos esses anos, Deus foi generoso comigo e viu em mim muita necessidade e carência, em todos os sentidos, para colocar um homem de Deus, de tamanha envergadura, para cuidar de mim com tanto amor.

A distância não pode ser empecilho para a prática do discipulado e da mentoria. Certa vez, participávamos de um evento com pastores. Antes de sua preleção, um jornal entrevistava o Pr. Shedd. Em dado momento, ele precisava subir ao púlpito, mas a entrevista não tinha encerrado. Então o jornalista perguntou se continuariam depois da reunião. E o Pr. Shedd disse: "Não posso! Tenho outro compromisso logo em seguida. Mas fale com ele", e apontou para mim. "Pergunte tudo a ele. O que ele disser está correto." Fiquei preocupado no momento, mas obedeci. No final, o jornalista perguntou-me: "Por que você sabe tanto sobre esse homem?" Então respondi: Sou cuidado e pastoreado por ele há mais de 30 anos.

Foi Deus que nos ligou por meio de um grande amor e da amizade. Seguimos em frente juntos até o dia que Jesus Cristo permitir. Ando com esse homem e nunca vi nenhum caminho de engano nele. Pelo contrário. A cada dia, mais humildade se expressa na sua conduta e na sua forma de ser.

Estamos envelhecendo: eu tenho 64 anos, e ele, 85. Depois dessa longa jornada, observo que ele cuida de mim e eu dele como pai e filho. E a busca constante e maior a cada dia é a de juntos agradarmos ao nosso Senhor Jesus Cristo, a quem dedicamos toda glória e honra.

Texto completo.

DISCIPULADO. Por que você sabe tanto sobre esse homem?

Extraído da revista POVOS E LÍNGUAS - Ano 1 nº 6

Você está aqui: Devocionais Pr. Sergio Lourenço Discipulado