escort ankara bayan escort bayan ankara escort bayan bayan escort ankara escort bayan ankara

A luz que brilha
 

  • Full Screen
  • Wide Screen
  • Narrow Screen
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

A luz que brilha

Pr. Paulo Marcio de Moraes Cirelli

 

"Dispõe-te, resplandece, porque vem a tua luz, e a glória do Senhor nasce sobre ti." (Is 60.1)

Esse imperativo de Deus para Israel também é para os dias atuais. Embora o mundo esteja em trevas, envolvido totalmente em corrupção, depravação, imoralidade, escândalo e guerra, a luz do Senhor brilha sobre seu povo. "A vida estava nele e a vida era a luz dos homens. A luz resplandece nas trevas, e as trevas não prevaleceram contra ela." (Jo 1.4,5). Jesus estabelece o Reino de luz para todos os povos.

Mateus observa de modo grandioso e abrangente, citando o profeta Isaías: "O povo que jazia em trevas viu grande luz, e aos que viviam na região e sombra da morte resplandeceu-lhes a luz" (4.16). Nas Escrituras, a luz representa as bênçãos, a presença de Deus e a revelação de Deus. O Senhor é a Luz, tanto na bênção como no julgamento.

Deus disse: "Haja luz e houve luz" (Gn 1.3). No sermão do monte Jesus chama os discípulos de luz. Jesus compara seus discípulos com candeias acesas, que devem ser colocadas em lugares visíveis com o objetivo de brilharem. O brilho da luz é oposição às trevas. Trevas que representam o pecado. Nosso testemunho deve falar mais alto que as nossas palavras. Jesus disse: "Assim brilhe também a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras." (Mt 5.1)

A obediência a Jesus é a vitória contra as trevas: "Se, porém, andarmos na luz, como Ele está na luz, mantemos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo pecado." (I João 1.7) Assim, Jesus é como o sol, que possui luz própria e o brilho que refletimos procede da luz de Jesus.

Em Levítico 6.13 vemos uma ordem aos sacerdotes que cuidavam das atividades do templo: "O fogo (luz) arderá continuamente sobre o altar; não se apagará. O fogo inicial foi ateado por Deus, e a ordem divina era para conservá-lo aceso, com azeite nas lâmpadas e da lenha no altar." Assim Cristo também acendeu a luz em nós, e jamais devemos deixar que esta luz se apague.

O testemunhar não é algo que fazemos, mas é aquilo que somos. O apóstolo Paulo fala aos Efésios que no passado éramos trevas, porém, agora, somos luz no Senhor, assim devemos andar, (ser, proceder, responder e crer), como filhos da luz (Ef 5.8).

Tiago diz: "Toda boa dádiva e todo dom perfeito são lá do alto, descendo do Pai da Luzes" (1.1). O brilho deste mundo é passageiro, a luz material é efêmera. É de procedência finita e caminha junto ao pecado. O brilho espiritual é uma aliança com a humildade, é chorar pelas injustiças, é ser manso diante dos que querem levar vantagens. É ter fome e sede de justiça, é ser misericordioso, limpo de coração e pacificador.

Levanta, resplandece, brilhe com Jesus!!!

Deus é bom.

Você está aqui: Devocionais Pr. Paulo M. Cirelli A luz que brilha