escort ankara bayan escort bayan ankara escort bayan bayan escort ankara escort bayan ankara

Qual o custo?
 

  • Full Screen
  • Wide Screen
  • Narrow Screen
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Qual o custo?

 

Pr. Marcos de Almeida

Quem és tu, Senhor? E a resposta foi: Eu sou Jesus, a quem tu persegues;

mas levanta-te e entra na cidade, onde te dirão o que te convém fazer. (At 9.5,6)

 

O cristão genuíno assume um compromisso pessoal com o senhor e salvador Jesus Cristo. Há implicações práticas de tal compromisso. O discipulado tem um custo para quem o assume. Jesus deixa claro que o envolvimento com o cristianismo jamais deve ser pautado num entusiasmo irresponsável.

O seguidor de Cristo deve antes parar e refletir sobre o custo de empreitada, pois a obra é séria e tem valor para a eternidade. É triste a estatística das diversas ruínas de obras abandonadas ou edificadas pela metade, por obreiros que a iniciaram, mas não a puderam terminar.

O padrão do cristianismo é alto. Jesus jamais facilitou as condições para que as pessoas lhe dessem uma chance. Ele exige fidelidade no relacionamento pessoal, empenho para aprender suas palavras, obediência às suas ordenanças e identificação com a sua causa.

O seguir a Jesus é ato de renúncia de todas as coisas incompatíveis com o Reino de Deus. O chamado é iniciativa de Jesus, que conduz ao arrependimento, abandono do pecado e fé nas promessas descritas nas Sagradas Letras.

O chamado de Paulo foi para uma mudança radical em sua existência. O arrependimento incluiria uma mudança de pensamentos, palavras, atos, hábitos e visão. A mudança é interna no mais profundo do ser, visto no comportamento que segue o caminho da justiça de Deus.

A experiência de Paulo com Cristo no caminho de Damasco mudou para sempre a sua vida. Paulo experimentou esta realidade e deixou a sua degradante vida de perseguidor e assassino de cristãos. Ele teve que reaprender sobre Deus e sua Palavra e entender que os planos de Deus jamais podem ser frustrados, pois nada pode suplantar a Sua soberania. Paulo trocou a espada pela cruz.

A conversão do velho ser para uma nova criatura é uma mudança radical. O cristão tem um custo diário em sua caminhada rumo à eternidade. Tal custo inclui a renúncia de todas as coisas que competem com o cristianismo genuíno. Esta é a cruz do cristão que o conduz a uma vida totalmente nova, com novos propósitos e desafios.

O engano da atualidade é o sutil ensino de conciliar a salvação em Cristo sem aceitar os desafios de ter Jesus Cristo como Senhor. E, ainda, excluir a cruz do cristianismo. Estar sob o Seu senhorio é colocar toadas as áreas da vida sob o Seu controle, tomar a sua própria cruz e o seguir intensamente.

Os planos de Deus são diferentes daqueles que o cristão planejou para si. É por isso que um cristão submisso e sábio jamais deve age precipitadamente. Um cristão não vive somente para si, mas se envolve dia a dia intimamente com o Seu Deus, com sua Palavra e com os seus irmãos. Amém.
Você está aqui: Devocionais Pr. Marcos de Almeida Qual o custo?