escort ankara bayan escort bayan ankara escort bayan bayan escort ankara escort bayan ankara

Meus Dois Pais
 

  • Full Screen
  • Wide Screen
  • Narrow Screen
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Meus Dois Pais

 

Pr. Luciano Alves Silva

O dia estava começando. Soprava um vento frio por baixo da porta de entrada da sala, enquanto eu calçava as meias e os sapatos, me preparando para ir ao trabalho. Neste ínterim, enquanto movia os olhos dos sapatos calçados nos pés em direção à porta da sala, me certificando assim que meu molho de chaves estava pendurado na fechadura, vi na estante uma foto do meu pai, morto há quase trinta anos. Eu não passava de um garoto de seis anos de idade quando ele faleceu. Neste pequeno intervalo cenas da sua presença, do seu caráter vieram à minha mente. Lembranças de uma infância feliz, sem cicatriz ou mágoa onde, a presença do pai garantia, apesar de todas as dificuldades que tínhamos como migrantes nordestinos, alegria e direção. Fiquei emocionado e ali, chorei sozinho, com aquelas lembranças boas.

A Palavra de Deus diz que Jesus veio para os judeus, mas eles não o receberam. Contudo, os que O receberam, a saber, os que creram em Seu nome, Deus lhes deu o direito de se tornarem Seus filhos (Jo 1.11,12). Alguns anos mais tarde, depois do falecimento do meu pai, quando eu estava com quatorze anos, ouvindo o evangelho e crendo em Jesus Cristo, me tornei filho de Deus. E no domingo, dia 14 de julho de 1985, desci às águas batismais. Era uma noite fria de inverno, mas meu coração estava tão aquecido pela presença de Deus, de modo que nem lembro se a água estava gelada.

À semelhança da foto do meu pai na estante que me trouxe lembranças boas, hoje, quando escorrego os olhos nas páginas da Bíblia, minha memória resgata toda a história que Deus construiu comigo. Penso em quanto Ele foi bom, me salvando. Em quantas vezes me amparou; em como me orientou em tantas outras; em quanto tempo insistiu comigo para que eu escolhesse o melhor caminho; em como me mostrou, constantemente, como minha vida tinha valor, me apresentando à Sua igreja, aos irmãos; me chamando para cantar-lhe louvores e pregar. Ele derramou sobre mim dons e talentos e eu soube através dele o que é esperança, fé e amor. Ele ainda me mostrou os caminhos para me tornar um ser humano melhor: melhor amigo, melhor profissional, melhor marido, melhor pai, melhor filho, melhor vizinho. Deus derramou alegria na minha alma e a certeza da eternidade com Ele. Recordar essas coisas me faz chorar de alegria. Ah, como esse Pai é bom!

Enfim, felizes são aqueles que tem um pai terreno de caráter que lhes garantem alegria e direção; mais felizes, porém, são aqueles que se tornaram filhos de Deus, a saber, os que creem no nome de Jesus Cristo, pois a felicidade destes não é confinada apenas a esta vida terrena.

Você está aqui: Devocionais Pr. Luciano Alves Meus Dois Pais