escort ankara bayan escort bayan ankara escort bayan bayan escort ankara escort bayan ankara

Orar com Sinceridade
 

  • Full Screen
  • Wide Screen
  • Narrow Screen
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Orar com Sinceridade

 

Pr. Luciano Alves Silva

Sempre que oro estou de joelhos. Se de verdade oro, se de verdade clamo. Se de verdade me derramo diante de Ti. Meu Mestre, Tu me ensinastes assim. Enquanto os homens da religião em pé, nas praças, nos cantos da exposição, clamavam em vão, a fim de serem vistos, me ensinastes a me prostrar no canto de um quarto qualquer. De joelhos, recatado ou exaltado, mantendo assim meu silêncio aos demais ouvidos, mas exposto diante de Ti. Mostrastes, enfim, como é que deve ser.

 

Orar é se expor diante de Ti e se esconder aos olhos dos homens. Na oração meus joelhos, minhas mãos, meu olhar, minha solidão e talvez minha voz. Sim, todas as coisas de mim te invocarão. Aliás, não te importas com palavras, sabe-se que, prioritariamente, ouves o coração.

 

A tentação é mais forte na solidão que na praça. Quando me oculto dos olhos alheios, quando não tenho receio de buscar o prazer sozinho, este é o caminho mais fácil para que peque e ninguém saiba. Por isso, também, na solidão e com todas as facilidades que o pecado cria, eu, prostrado em agonia, serei por Ti ouvido sem que ninguém saiba, mas também, sem que ninguém saiba, posso viver minhas mais promíscuas fantasias, se eu me esquecer que estou na presença Tua: estado em que ninguém se esconde ou escapa.

 

Por favor, Senhor,quando nessa condição, comigo continua. Esteja aqui a preservar meu coração das promessas do inimigo, que são fugazes como as luzes a gás que a noite, em vilarejos pobres, ardem. Que não duram mais que umas poucas horas de agonia. Por favor, Senhor que sabes, mais do que qualquer humano, o que é tentação, toma nas mãos meu humano coração e me guarde, na solidão do quarto e dos cantos de exposição das praças, que podem sim, ser igualmente perniciosos, se não guardares meu coração.

 

Que a oração, na solidão, me garanta um caminho de lentas vitórias. Pois, Teu Espírito me traz sempre à memória, quando em oração, que tenho força somente em Ti, para vencer a tentação. Teu Espírito me traz à memória o trecho preciso da Escritura, quando em oração, em santa leitura, minhas lágrimas lavam meus olhos e enchem de esperança meu coração. E renasce então o desejo da Glória que não perece, antes, que é aquecida, quando minh’alma em prece, clama por Ti, que a tudo em mim, preenche.

 

Guarda-me de joelhos a Ti buscar e certo será que a felicidade me visitará, quando eu nesta condição estiver. De joelhos quero estar ao resplandecer dessa aurora, pois, pela fé, continuo a acreditar que socorres aos que Te imploram, aos que dependem da Tua provisão. Afinal, se saciastes a tantos de pão, não aliviarás os pesos do coração daquele que clama por Ti?

 

Assim, guarda Senhor, meu coração!

Você está aqui: Devocionais Pr. Luciano Alves Orar com Sinceridade