escort ankara bayan escort bayan ankara escort bayan bayan escort ankara escort bayan ankara

Cavando Mais Fundo
 

  • Full Screen
  • Wide Screen
  • Narrow Screen
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Cavando Mais Fundo

 

Pr. Luciano Alves Silva

Numa  ocasião  Jesus  confrontou  os judeus religiosos e disse que, “o homem bom tira boas coisas do bom tesouro do seu coração,  e  o  homem  mau  tira  do  mau tesouro do seu coração coisas más”. (Mateus 12.35)

Com  isso  Ele  mostra  que  todos  os homens têm depósitos específicos dentro de si. É certo afirmar então que, àquilo que mais nos dedicamos, ficará mais evidente em nossa vida. Como somos instáveis nunca deixaremos de pecar enquanto vivermos nesse corpo. Mas, como viver de modo mais sábio para nos tornarmos naquilo que Jesus sugere?

Se há dois depósitos dentro de nós, ao que parece, entre eles há uma espécie de intersecção,  uma  vez  que  ambos  estão dentro do nosso coração. Paulo também se vê neste conflito quando explica que o bem que deseja fazer não consegue, mas o mal que não quer fazer, muitas vezes, pratica. (Rm 7.19)  Portanto,  algum tipo de ação deve ser praticada para que consigamos extrair  boas  coisas  do  bom  depósito  do nosso coração.

Uma imagem que pode nos ajudar nessa empreitada é a de um homem que cava um poço. Para se chegar às águas é necessário não desistir de cavar. Na superfície somos carnais e gostamos do que Deus não gosta; mas  no  fundo,  temos  dentro  de  nós  o próprio Deus, na pessoa do Espírito Santo.  E a este tesouro que devemos nos apegar. O que nos falta é cavar mais fundo. Jesus é um exemplo disso. Ele saía de cena algumas vezes e ia buscar orientação divina para saber o que fazer (Mc 1.35-38); e com esta atitude Ele estava indo além das suas sensações humanas ou sugestões de terceiros, para se encontrar dentro da vontade de Deus.

Vivemos num mundo absolutamente superficial, senão fosse assim, teríamos uma sociedade rica em valores do Reino e interessada em Deus e na eternidade. Mas, ao contrário, cada vez mais os homens buscam satisfação do lado de cá da existência e se apegam mais e mais àquilo que é passageiro.

Na prática, penso que quando falta oração, leitura bíblica e, associado a isto, meditação nas Escrituras e comunhão com os irmãos, estamos cavando pouco. Talvez, quando estamos cavando, nos contentamos com uma “umidadezinha” sob os nossos pés que revelam certo esforço; mas, para que tenhamos água limpa e corrente, devemos nos esforçar para cavar mais e mais, com insistência, sem desânimo, na expectativa de que as águas fluirão.  E assim, apesar de nós, Deus será revelado aos homens. E, como Ele disse: do nosso interior “fluirão rios de água viva”. (Jo 7.37,38) Acho que é isso que Deus espera: que a busca por Sua presença seja tão funda que os homens sejam abençoados por Ele, através de nós.

Você está aqui: Devocionais Pr. Luciano Alves Cavando Mais Fundo