escort ankara bayan escort bayan ankara escort bayan bayan escort ankara escort bayan ankara

Crente até o fim!
 

  • Full Screen
  • Wide Screen
  • Narrow Screen
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Crente até o fim!

 

Pr. Luciano Alves

É comum o adulto perguntar à criança: o que você quer ser quando crescer? E ter as respostas mais variadas, indo do bombeiro ao astronauta; da professora à bailarina; do mágico ao eletricista; do jogador de futebol ao jornalista. Na infância os sonhos despertam paixões, e nos remetem a uma linha de chegada festiva, interessante e de fácil acesso, como se tudo fosse possível de se concretizar.

Lembro-me da minha própria história. Quando alguém me perguntava sobre o que eu queria ser e eu respondia sem duvidar: bombeiro! Eu ficava fascinado com seus carros vermelhos, com aqueles painéis de comandos niquelados, suas ferramentas incríveis. Admirava aqueles soldados que pareciam super-heróis. Mas, na medida em que o tempo foi passando, minha aptidão encontrou na música e na arte, nos livros e no púlpito seu lugar. Assim, o tipo de “salvação” com a qual eu estaria envolvido não era exatamente a mesma que os bombeiros estavam.

Na realidade, a vida é assim. Com o passar do tempo vamos descobrindo as coisas e nos distanciando ou nos aproximando dos sonhos da infância. Vamos descobrindo-nos pelo caminho e reinventando-nos diante das novas etapas da vida. E, mesmo que não estejamos completamente satisfeitos com o que fazemos (e muitos não estão), sabemos com certeza o que não gostamos ou as coisas para as quais não temos aptidão nenhuma.

Enquanto cristão, especialmente, na busca pelos sonhos, corremos riscos. Temos de nos adaptar diante do que pretendemos. E há adaptações perigosas, daquelas que podem fragilizar a nossa fé. Porque diante de um novo aprendizado, do conhecimento acumulado, do contato com novas pessoas, naturalmente, nossa mentalidade sofrerá mudanças. E isto é importante e ao mesmo tempo perigoso, sendo até possível nos perdermos nessa “floresta de conhecimento, aprendizados e pessoas”. E o principal risco está no abandono da fé! Ou seja, podemos sofrer mudanças tão sérias a ponto de abandonar àquilo em que inicialmente críamos, deixando de “nos apegar (até o fim) à confiança que tínhamos no princípio”. (Hb 3.14) E este pode ser o primeiro passo para o que Paulo chama de “naufrágio na fé”. (I Tm 1.19)

Ao fim e ao cabo, antes de terminar essa jornada curta de, quem sabe setenta ou oitenta anos, a resposta que deveríamos ter, se alguém nos perguntasse no final da vida, o que a gente foi, depois que cresceu, estudou, trabalhou, constitui família etc., deveríamos responder: com todas as situações que a vida me trouxe, permaneci crente, desde que tive uma experiência com Cristo e até agora, quando já estou mais perto do céu do que da terra. Não retrocedi, continuei crendo e sou salvo! (Hb 10.39) Que Deus nos ajude!

Você está aqui: Devocionais Pr. Luciano Alves Crente até o fim!